Manutenção de Extintores de Incêndio

A Ceforse vem com o objetivo de concentizar a importância da prevenção no combate a incêndio,  pois muitas pessoas podem imaginar que o extintor é um equipamento supérfluo e ultrapassado. Porém, estatísticas mostram que cerca de 95% dos incêndios  se desenvolvem a partir de minúsculos focos, tais como aqueles originados de curto circuitos, pontas de cigarro jogadas inadvertidamente, etc. Se esses pequenos focos fossem combatidos de início, enquanto o fogo estava pequeno, de fácil controle e extinção, certamente o pavoroso incêndio não ocorreria.

Infelizmente muitas pessoas não são treinadas para utilizarem os aparelhos extintores. Isso é facilmente verificado, pois em muitos incêndios, os bombeiros encontram os extintores intactos nas paredes da edificação.

Por isso a importância de uma manutenção preventiva.

extintores

Níveis de Serviço - Manutenção

De acordo com o regulamento das  portarias nº 205 – 412 - 206 - 300 do INMETRO, os serviços “obrigatórios” de manutenção dos extintores são:

Nível II – Recarga  - NORMA ABNT NBR. 12962

Consiste em substituir o agente extintor, manutenção dos componentes, substituição do selo INMETRO, anel de identificação, lacre,  quadro de instrução e termo de garantia a cada 12 meses.

Este tipo de manutenção requer que a execução de serviços seja realizada por profissionais habilitados, com local e equipamentos apropriados.

  1. Ensaio pneumático dos indicadores de pressão (indicação correta e vazamento);
  2. Ensaio pneumático de vazamento da válvula de descarga;
  3. Regulagem da válvula de alivio, quando de pressurização indireta

extintores-descarregado

Nível III – Teste Hidrostático  - NORMA ABNT NBR. 13485

Os extintores devem ser vistoriados a cada 05  anos,  a partir de sua data de fabricação, ou da última vistoria, ou ainda quando apresentarem corrosão no recipiente.  Sujeito a pressão permanente ou momentânea, utilizando-se normalmente de água como fluído, que tem como principal objetivo avaliar a resistência dos componentes, a pressão dos componentes superiores e a pressão normal de carregamento ou pressão de trabalho do extintor.

  1. Ensaio pneumático dos indicadores de pressão (indicação correta e vazamento)
  2. Ensaio pneumático de vazamento da válvula de descarga
  3. Regulagem da válvula de alívio, quando de pressurização indireta
  4. Ensaio hidrostático da válvula de descarga
  5. Ensaio hidrostático do recipiente ou cilindro

teste-de-baica-tensao

Decapagem, Fosfotização e Pintura

  1. Remoção da tinta, conforme norma NBR 13485
  2. Pintura
  3. Secagem da pintura 

extintor-pintura (1)